terça-feira, 19 de junho de 2007

Os Sentidos Duma Entrega

Bartholdi no seu estúdio

Neste dia do mês, de 1885, era entregue em Nova Iorque, como oferta da França para as comemorações da independência americana, a escultura de Bartholdi «A Liberdade Iluminando o Mundo». Pouco importa neste momento lembrar que foi uma terceira escolha de estátua colossal, pelo escultor, após terem sido recusados um projecto para farol celebrativo do Canal de Suez e a representação de Vercingetorix, em Clermont-Ferrand. Também não interessa dissecar os motivos pelos quais se virou para a América, intoxicado pela ingénua e fanática admiração do seu grande amigo Laboulaye, historiador/adorador dos EUA, antes mesmo de ter ido lá verificar a bondade do que cantava. Este teria, aliás, como co-redactor do texto inscrito numa medalha enviada para o Novo Mundo, após o assassínio de Lincoln, sido responsável pela primeira idealização, sob forma alegórica é certo, de uma petrificação do motivo: Dedicada pela democracia Francesa a Lincoln... o honesto Lincoln que aboliu a escravatura, reestabeleceu a União e salvou a República, sem velar a estátua da liberdade.
O que se impõe hoje é salientar a cegueira da França de Luís XV, que enviou voluntários, apoio e quadros militares, para irritar o rival inglês, lançando o fermento da destituição da sua própria dinastia. Ao pé disto o comboio congeminado pelo Império Alemão que levou Lenine para a Rússia dos Czares é brincadeira de crianças. Custou muito sangue, mas a infecção já foi neutralizada, enquanto que a gangrena liberal-republicana continua a obrar. Nada admira que a III República francesa haja enviado o artista numa pomposa delegação presidida por um Rochambeau neto do combatente de Setecentos, toda babada com a asneirada do seu Rei.

6 comentários:

António Pista disse...

Antes de mais parabéns pelo blog!
Continue com o bom trabalho!
Convido-o agora a visitar:

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Futebol e política num só!
Actualizações diárias!
Já agora se quiser adicionar à sua barra de links laterais esteja à vontade para o fazer!
Obrigado!

O Réprobo disse...

Obrigado, Caro Tó, o nome que esclheu para o blogue é definidor do mérito dele...
Abraço

Flávio Santos disse...

Excelente texto! O que se aprende neste blogue!
(Já o comentário ao Tó é de teor mais discutível...)
Um abraço.

O Réprobo disse...

Oh, Meu Caro F. Santos, bondade Tua, embora seja sempre de relembrar erros com que possamos aprender.
Quanto à segunda apreciação, ainda Te hei-de ver sócio do SLB a receber a estatueta dourada da Ave.
Abraço

Flávio Santos disse...

Ah, ah, ah! Ainda dizes que és um pessimista, até acreditas na realidade virtual!
Abração.

O Réprobo disse...

Diz lá que não gostas do lema do Emblema Aquilino...
Outro