sábado, 22 de dezembro de 2007

Publicidade Institucional

Pois que duma Instituição de pleníssimo direito se trata. Estão já em curso os festejos do aniversário do grande Alfarrabista de Cascais, a Livraria Galileu. Não tendo podido participar na festa, por imperativos familiares, aqui dou testemunho da minha comparência em espírito. Sou cliente da Casa, pelo menos desde há 21 anos. Nela me iniciei em compras complementares dos livros adquiridos pelos meus Maiores e entretanto multiplicadíssimos. Na sua cave fantasiei uma mitologia pessoal e intransmissível de que já dei notícia noutro lado. Por tudo isso, aqui ficam as congratulações com um atestado de excelência dos leitores cascaenses, os que vendem e os que compram, como do Critério dos Proprietários de tão notável Estabelecimento.
La Liseuse de Henner

10 comentários:

T disse...

Bela livraria:)
Também já a frequwnto há uns anitos.
Bj

marta disse...

Sou cliente da Livraria Galileu, já há mais tempo que o Paulo.

lembro-me da abertura, ou por outra, lembro-me da admiração que tive quando no ano seguinte voltei Cascais e vi que tinha aberto uma livraria; era a Galileu.


Bom Natal Paulo!

Para si e para a Sua Mãe, e para todos.

Beijinho com muita ternura.


Marta

filomeno2006 disse...

Miou- Miou de lectora tampoco estaba nada mal........

O Réprobo disse...

Tem uma situação privilegiada, num sítio de abundância de gosto e de acervos, para além do jeito dos Donos, Querida T.

O Réprobo disse...

Muito obrigado, Querida Marta,
do início da casa não me lembro. Comecei a ir cheirar os livros aí uns três anos depois da fundação. E passei a procurar nela livros de António Sardinha, de que tinha descoberto o «Ao Princípio Era o Verbo» na biblioteca Paterna. Depois diversifiquei.
Beijinho, pode ser que nos encontremos lá um dia.

O Réprobo disse...

Uma Profissional a recuperar, Caro Filomeno! Tenho gravada...
Abraço

T disse...

E a vizinhança daqueles delicioos gelados.

O Réprobo disse...

Abriu uma sucursal mesmo à porta de minha casa, mas foi encerrada. Espero que não de vez.
Bjinho

Capitão-Mor disse...

Passava por lá amiúde. Se calhar até já me cruzei consigo por acaso por essas bandas...

O Réprobo disse...

Quem sabe, Meu Caro Capitão-mor...
E para quando o regresso e estabelecimento aqui pela Linha?
Ab.