domingo, 9 de dezembro de 2007

Balanço da Cismeira

Começou por me intrigar a razão de ser o nome escolhido UE/África e não UE/UA, quando a União Africana representa mais do respectivo continente do que os 27 do deles. Olhados os resultados percebi: a fonética portuguesa que resultaria equivale a uma confissão:
UE/UA(AAAAAH!)

4 comentários:

Carlos Portugal disse...

Cismeira, Caríssimo? Antes «Asneira trágico-grotesca». Uma verdadeira vergonha, a todos os níveis, infelizmente.

Oh, Portugal, em que mãos ignóbeis estás entregue!

Um abraço.

O Réprobo disse...

Meu Caro Carlos Portugal,
violentei-me e tentei colocar-me na pele socrática, nos "grandes resultados" com que ele parece ainda cismar, ehehehehehehe.
Da perspectiva que enunciou, a da gente sã, já se sabe...
Abraço

Capitão-Mor disse...

Bem observado!

O Réprobo disse...

Obrigado, Meu Caro Capitão-Mor,
a língua Portuguesa é tão genial que até a presciência das aplicações nefastas encerra.
Abraço