sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Ramo de Oliveira

Nesta Sexta-Feira com a atmosfera carregada de esponsais com a Paz, como se pretende o diálogo Norte-Sul, aqui deixo a minha paternidade espiritual corporizada na Núbia de Oliveira...

16 comentários:

Rudolfo Moreira disse...

S. Percebi que é uma azeitona de Elvas por causa da pequena parte vermelha.

T disse...

A moça vai ficar engripada:)
Bj

O Réprobo disse...

Meu Caro Rudolfo Moreira,
ufff! Por um momento pensei que a justificação fosse recair em ela ser verde demais para o Seu gosto...
Deve-se acrescentar em abono da tese que ela mudou o nom de guerre de Oliveira para Olive.
Abraço

O Réprobo disse...

Querida T,
Pois, eu só conheço gente muito Cuidadosa, Ninguém que goste de andar com os pés desprotegidos pelo chão frio...
Beijinho

filomeno2006 disse...

Pero las "Nubias".....¿No eran "pretas"?

O Réprobo disse...

Meu Caro Filomeno,
como estamos próximos da Quadra em que se celebra a Fuga para o Egipto, elas (ou esta) resolveram aludir ao Episódio, fugindo DO Egipto, ehehehehe.
Abraço

luar disse...

nã sei mas o sapatitos são menitos mas com uma color mui feia!!!

O Réprobo disse...

Querida Luar,
não A imagino Leitora dessa Instituição do Ocidente que é a «Playboy», caso em que se evidenciaria a remissão para uma rubrica de primeira água lá publicada:
As «Crónicas dos Sapatos Vermelhos»...
Beijinho

T disse...

Pois é. Omissão a sua.
Beijo:)

O Réprobo disse...

Ora T, a distância entre a omissão e a acção é um bocadinho assim que depressa pode deixar de estar em falta...
Bj.

T disse...

Sempre achei graça ao pecado da omissão. Acho que é o pior deles todos, bj

O Réprobo disse...

Quer dizer que são os que imporão maior penitência? Ora, mas quando o arrependido corre por gosto...
Bj.

T disse...

Os de omissão são a própria penitência em si. Não acha?
Bj

O Réprobo disse...

No Caso que estou a pensar, sem dúvida!
bj.

T disse...

E que casualidade será essa?

O Réprobo disse...

Mistééééééério!
Bj.