quinta-feira, 3 de julho de 2008

Capismo de Génio

Stuart era nome de Rei nas Ilhas Britânicas, como entre os cartonistas portugueses. Mas há uma lição a tirar - testemunhar as acções comprometedoras cabe nas mais das vezes àqueles que nunca verão considerado o seu depoimento.

10 comentários:

Samuel de Paiva Pires disse...

Foi já no fim da sua vida que o meu avô o conheceu e de quem se tornou amigo, quando morou em Queluz. Como trabalhava em Lisboa trazia os cartoons que deixava, salvo erro, no Diário de Notícia, antes de ir trabalhar.

Um abraço
SPP

Once disse...

.. de facto Caro Paulo, mas neste texto a minha atenção ficou retida no Brun .. e nas suas possíveis e taciturnas traduções ..
:)

O Réprobo disse...

Meu Caro Samuel,
era também muito amigo do Pai do meu Padrinho, o que faz com que os Herdeiros tenham desenhos dele a decorar a casa, entre os quais um que acho genial, intitulado " A Velha Aliança", com um marujo britânico a lançar olhares libidinosos a uma varina...
Abraço

O Réprobo disse...

Querida Once,
mas que espíriro sombrio! Ânimo!
Pos olhe antes para a captação da curiosidade, malandrice e atenção dos olhos do ardina, donde podemos retirar a lição de que focarmos os temas que nos interessam faz abstrair com gosto da dureza da vida.
Beijinho

cristina ribeiro disse...

Um momento que qualquer fotógrafo gostaria de captar: quase tão ilustrativo como aquela famosa cena do beijo parisiense; mais subtil.
Beijo, Paulo

O Réprobo disse...

Não é, Cristina? Aquela mão deixada para trás e as pernas dos dois elementos do par desvirtuado...
Por isso digo que é genial!
Beijo

ana v. disse...

Genial, de facto. E o ar matador do cavalheiro que abre brechas naquele casal...
Beijinho

O Réprobo disse...

É, Querida Ana, um verdadeiro fura-vidas!
Beijinho

Samuel de Paiva Pires disse...

Que título sarcástico para um tal desenho caro :p) Genial mesmo!

O Réprobo disse...

Meu Caro Samuel,
ainda bem que Alguém resgatou o pobre esforço titulante da presunção de inocência!
Mil graças!
Abraço