sábado, 28 de julho de 2007

Cheguem-se à Frente

Até Arrabal pode exibir momentos de clarividência, se convenientemente lido. A cena aqui representada, do seu «Pic-nic no Front», pelos Arte Brasil, é exemplar, a todos os títulos, do imperativo de comemorar um facto digno e regenerador do desencanto, muito o oposto daqueles que por aí fora se oferecem para a função. Esta Frente, a sempre Nova, conseguiu, ao longo dos quatro anos que ora celebra, dar-nos Artes & Letras, sem fastio e com um estilo de quilate, elasticidade e génio difíceis de encontrar. À fruição pela escrita do BOS, não esquecendo a profundidade do Rafael Castela Santos, disponibilizada a Todos neste quadriénio, um abraço que agradece aos Autores, acrescentado do júbilo de ter ganho dois Amigos.

2 comentários:

çamorano disse...

¿Arrabal clarividente? El que pidió el voto para don José María Aznar en las elecciones de 1993........

O Réprobo disse...

Meu Caro Çamorano,
é verdade, há uns lampejos! Ehehehehe!
Abraço