sábado, 14 de julho de 2007

Petiscos Dum Sábado

A bela Michelle Rodriguez anda muito frustrada por lhe terem imposto o uso pouco disfarçável de uma pulseira electrónica "detectora de álcool" no tornozelo, após haver sido detida por conduzir etilizada. Argumenta que não possuindo no momento carta de condução, a engenhoca apenas servirá para tocar o alarme quanto a ela atirar-se, andando, para cima de outra pessoa, depois de beberricar. Ora, a coisa está mal vista: como ela indica, não deve haver muitos sortudos em vias de ser bafejados com a mencionada taluda, pelo que o adereço cumprirá a missão de revelar a algum interessado quando estará a vigiada pronta para aceitar um copo... E, curioso, o anel foi primeiro símbolo de escravidão, passando, salvo no caso das alianças, a significar o seu contrário. Estes outros adornos fazem o trajecto inverso...
Dali desenhou para John Farrow, o Pai da Mia, os cenários de «A Noite tem Mil Olhos». Tanta pupila é, desde sempre, o sonho de qualquer sociedade organizada. Alfonso X O Sábio dizia que tantos olhos tinha um Rei quanto ministros prudentes e zelosos possuísse. Isso era, porém, no tempo em que aqueles o podiam ser, não resultando de eleições. Nos dias criminosos que correm essa proliferação ocular está remetida às polícias, literalmente no que tange à inovação britânica de os Bobbies passarem a trazer no boné, incorporada, uma câmara. Mais do que não confiar nos orgãos naturais dos agentes, é exortá-los a usar a cabeça.
Não me cheira nada bem esta história de o Benfica contratar um guardião com o nome Butt. Na altura em que dizem estar o eixo franco-alemão, com Merkel e Sarkozy, de novo a funcionar parece temerário pôr na baliza um atleta de um desses países com um nome cuja sonoridade, na língua do outro, quer dizer golo. Já agora, por que não adquirir um com o nome frango?

4 comentários:

a voz disse...

Caro Paulo

Mas será que o Moreira é um "novo" Mantorras, que não tem condições físicas para jogar?

Abraço.
M

O Réprobo disse...

Eu também duvido desse caso como físico, Caro Mário: o Engenheiro (o de verdade, não o outro) é que não tem condições psicológicas para o pôr no onze.
Abraço

FSantos disse...

Essa moça Rodriguez não é aquela que se vai casar em breve... com outra mulher?

O Réprobo disse...

Uuuuum! Eu cá não sei. Mas na Califórnia não me parece que isso seja já possível. Irá ao Estado dos Kennedy para o efeito?
Abraço