domingo, 20 de janeiro de 2008

Enfeitado Com Penas Alheias

Lamento, mas falhou por completo. Não dei azo a que estabelecesse qualquer identificação entre mim e a ave pernalta. Claro que cada um pode ver um avestruz onde queira, como é o caso da imagem ao lado. O Génio imaginou mesmo um que seria «...Lírico»...
Para Lhe agradar, caminho antes para o épico que celebra o estoicismo e reproduzo a pungência do poema de António Botto, a qual me faz rejeitar o adorno com plumagens que me não pertencem. Muito melhor do que campanhas da PETA, sempre suspeitas de promoção de carreiras de modelos, para além de psitacismo afim do dos concursos de Misses.

PALAVRAS DE UM AVESTRUZ TODO GRIS

Arrancam-me as penas
E eu sofro sem dizer nada:
- Sou ave
Bem educada.

E se quisesse
Podia
Morder-lhes as mãos morenas,
A esses
Que sem piedade
Me roubam as penas que me cobrem;
E, no entanto,
Sem o mais breve gemido,
O meu corpo
Vai ficando
Desguarnecido...

E ellas
Aquellas
Que se enfeitam doidamente
Com estas penas formosas
- Que são as minhas!
Passam por mim desdenhosas
E em gargalhadas mesquinhas.

Sim, eu sofro sem dizer nada.
Sou ave
Bem educada.

Claro que a dimensão plena da interpretação se alcança com o plúrrimo semantismo da palavra penas. Mas para A deixar entretida, ensino-Lhe, a propósito de avestruzes, uma posição apetecível. De leitura, esclareço: esta que lhe tomou o nome. Divirta-Se.

10 comentários:

T disse...

Já respondi!!! Fácil, fácil:)
Bj na peninha!

Cristina Ribeiro disse...

Ainda que já sem plumagem, reconheça-se a esta ave violentada toda a propriedade do lamento
"Fui lavar ao Mondego
As penas das minhas mágoas
Minhas mágoas eram negras
Negras ficaram as águas"

Beijinhos aos dois

O Réprobo disse...

Querida T,
espero que, desta feita, com justificação bastante.
Com essa despedida, já não me importo de ser empenujado..

O Réprobo disse...

Grande adenda, Querida Cristina! E obrigado pela solidariedade, sabendp-se como a Certas pessoas faltam outras penas...
Bj.

T disse...

Seu penófilo:) Quem o leia..
Bj

O Réprobo disse...

Ao menos não me pode recitar, significativamente, "Perdigão perdeu a pena..."
Bj.

T disse...

Não..mas vejo penas a voarem!
Bj

O Réprobo disse...

Ar Suas! Olhe lá pra cima!
Bj.

T disse...

Eu não tenho penas:)
O senhor é que se intitula às vezes de alma penada:)
Bj

O Réprobo disse...

Anda a deixar letras pelo caminho, Minha Cara.
Bj.