segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

A Falência Bombástica

Claro que o facto de activistas do auto-proclamado "orgulho gay" serem os mesmos que encenam uma peça onde Jesus aparece como homossexual é mais do que tentativa de se promoverem com os mediáticos louros da blasfémia - trata-se da falência da satisfação que apregoam com a sua condição. Veja-se a confissão em
news.yahoo.com/s/nm/20080121/stage_nm/jesus_dc
Se estivessem tão impantes das suas opções como dizem, não teriam de enfiar à pressão Quem não era como eles no mesmo saco. E a desculpa que dão, de comparar as perseguições sofridas Num e noutro caso também desaba, pois a gente segura bastaria aquela a que se pensa sujeitada, sem necessidade de a elevar por assimilações extrínsecas.
Veja-se o que aconteceu quando o Pentágono confessou ter admitido desenvolver uma bomba que tornasse invertidos sexualmente os militares inimigos. Os mesmos que se insurgiram contra a generalização no Futuro são os porta-vozes da falsificação do Passado. E pouco importa que o teatro seja o do palco ou o da guerra, este orgulho, para além de uma falência, revela-se uma falácia.

8 comentários:

tsantos disse...

Essa da bomba é para rir, não é? É que se não fôr, é caso para dizer, parafraseando (e adaptando) Asterix & Cia: "Estes Americanos são loucos"!

O Réprobo disse...

A notícia foi, em 2004, dada muito a sério, Caro TSantos. O que fez Jay Leno dizer que iria ser lançada pelo "Enola realmente Gay"...
Mas não acredito que tivesse tido base de facto. Penso que seria uma manobra de contra-informação para distrair recursos de eventuais adversários. Até porque não vejo como um afrodisíaco acelerado poderia gerar instantaneamente tamanho descontrolo.
Mas para o que ao caso interessa, as reacções, si non é vero...
Abraço

tsantos disse...

Claro que não tem base de facto...o que me leva a suspeitar que, mais do que uma "manobra de diversão" terá sido uma notícia para meter a ridículo os tais do
"orgulho gay"...E eles, ao que parece, terão caído inteirinhos na armadilha...

O Réprobo disse...

Meu Caro TSantos, essa até poderia ser, mas porquê ser o Pentágono a preocupar-se com isso? Para mais, depois de Clinton (Bill) ter aberto as carreiras militares a essa preferência sexual...
Ab.

tsantos disse...

O que nos deixa na expectativa do que Clinton (Hillary) poderá vir a fazer neste campo, se ganhar...;-)

O Réprobo disse...

Boa! Bombardear o eleitorado do próprio País, para alargar a base de apoio, já que a Comunidade Gay se expressa vocal e maioritariamente por ela!
Abraço

tsantos disse...

Só que isso seria torpedear o resto do eleitorado...que sempre é mais numeroso,
apesar de tudo...;-)

Abraços

O Réprobo disse...

A ideia seria, no limite, inverter os números para a... orientação mais favorável à (re)candidatura, ehehehehehehe.
Abraço