quarta-feira, 11 de junho de 2008

Adeus, Princesas!

Quando Era Jovem de Pino DangelicoNum dia que deveria ser alegre, o dos anos da minha Mãe, dou com uma infusão de tristeza imensa, em que ainda não ouso acreditar: a Once In a While, Senhora de uma Escrita admirável e de um Espaço tornado frequência (como frequentação) imprescindível, resolveu fechá-lo.
Não quero acreditar em não ter mais notícia da(s) Princesa(s)!
Tempos ruins, para blogar.

10 comentários:

fugidia disse...

Estou muito triste :-(

(a pintura é belíssima, Rép.)

Cristina Ribeiro disse...

De leitura relativamente recente, uma escrita de referência.

Concordo com a Fugidia: pintura linda: as princesas numa praia calma...

O Réprobo disse...

Obrigado, Fugi. Tenho esperanças que, descritiva como a acho, comova a Lady While.
Beijinho

O Réprobo disse...

Um Valor Inestimável, Cristina.

Com o pormenor que acrescenta do céu carregado...
Beijo

Carlos Portugal disse...

Tempos ruins, na verdade, Caríssimo! Venho de passagem, de fugida, no pleno desespero de um ataque de asma (que me sobreveio com a medicação pós-operatória), coisa que me era desconhecida. O País sufoca e eu pareço sufocar com Ele!

Contudo, não quero deixar de lhe enviar os meus parabéns pelos anos da Senhora Sua Mãe, e de Lhe desejar continuadas melhoras.

Também fico triste com o «abandono» da Cara Once In a While... Mais uma perda blogosférica de monta, e não só.

Aceite um grande abraço deste seu amigo... ofegante!

Once In a While disse...

.. e comoveu Amigo Paulo. A sua dedicação e Amizade comoveram-me de facto. E depois a ilustração, como tantas outras, que lhe tenho visto por aqui, não podia ser mais a propósito.
Eu e a minha princesa. Nem mais.

Abro esta excepção para lhe dar os Parabéns pelo Aniversário de Sua Mãe. Que seja um Bom Ano aquele que agora começa para Ela e para Si.

O Réprobo disse...

Meu Caro Carlos Portugal,
arre, com curas dessas nem as doenças parecem tão más. Credo!
Recupere-Se rapidamente, Querido Amigo, temos-Lhe sentido muito a falta.
Grato pelo voto.
Abraço apertado

O Réprobo disse...

Querida Once,
mas a comoção pretendia eu que pudesse inverter o sentido de marcha e fazê-La retomar o Blogue...
É verdade que achei a comunhão do que imaginamos Mãe e Filha próxima da que tão bem tem descrito. Num caso como no outro, as costas viradas cedem perante qualquer meia-volta.
Beijinho, grato também pela felicitação e desejo de felicidades

nocas disse...

Caro Rép.

Parabéns (atrasado, glup!) pelo aniversário de Sua Mãe.

Quanto ao resto... que dizer de novo? Nada, claro!

Pintura linda, imagem que de tão simbólica e homenageante comove e fala... muito e nunca demais.

As forças da natureza são assim, como disse lá do outro lado.

O Réprobo disse...

Querida Nocas,
qual glup! Ontem era dia de total dedicação ao team nacional. Aposto que foi uma das Loucas da Rotunda que celebraram a bom celebrar.

Queria tanto que esta imagem ajudasse a Nossa Amiga a decidir-Se a um sacrificiozinho adicional, para continuar a acompanhar-nos...
Beijinho