domingo, 15 de junho de 2008

Pregar a Tempo...

Não pecarei por inconsideração dos perigos das taras alimentares emergentes das pressões da Sociedade contemporânea, que acham terreno fértil na evaporação da personalidade que lhes obste. Mas, ao ler hoje uma passagem de São Clemente de Alexandria, em que Ele aconselha o jejum por o Diabo atormentar menos as pessoas magras do que as mais nutridas, penso na quantidade de reacções censórias que desencadearia, nesta época em que a própria pintura de Klimt é atacada, dado "pintar Mulheres anoréxicas".

8 comentários:

mike disse...

Considere-se absolvido, Caro Réprobo, se juíz fosse este seu leitor habitual. :)
Contudo, e para que conste, as mulheres prefiro-as bem nutridas e, ao contrário mas respeitando São Clemente de Alexandria, e entendendo o que motivou os seus dizeres, jamais lhes aconselho o jejum.
Um abraço.

fugidia disse...

Hum... já se sabe que o Mike gosta dos mulheres de Botero :-(

Eu acho que vou seguir a dica do São Clemente: jejuar um ou dois dias vai-me fazer bem, certamente...
Beijo e boa semana, Rép.
:-)

O Réprobo disse...

Nem me admira tal coisa num Adepto de Botero, Caro Mike! Devo dizer que o grande e canonizado Erudito deve ter olhado mais para a satisfação e excesso do que para o orgulho e falta de caridade da privação voluntária. Mas, fosse como fosse, hoje estaria no index da normalização reactiva ao padrão da haute couture.
Abraço

O Réprobo disse...

Cruzámo-nos com a mesma contestação, Fugi.
Não exagere, afinal de golos todos nos abstivemos hoje.
Beijinho

ana v. disse...

Já escrevi sobre isto há algum tempo, e mantenho: o mundo da Moda resolveria facilmente uma boa parte dos distúrbios alimentares na adolescência (que são uma séria preocupação dos nossos tempos), com a simples mudança do padrão de beleza feminina. E não era preciso chegar ao Botero, bastava um pouco mais de peso nas manequins, ídolos das adolescentes. Caramba, tão simples! A Organização Mundial de Saúde pede encarecidamente, há anos, uma ajuda à Moda, e não tem tido resposta nenhuma. É incompreensível para mim, e até mesmo criminoso. A Espanha deu o primeiro passo na Moda Madrid, finalmente, mas há um longo caminho a percorrer ainda.
Desculpem ter-me alongado mas é um tema que me incomoda e me revolta.
Beijo, Paulo

compulsão diária disse...

Rép, Dottie Parker dizia: toda mulher pode ser sempre um pouco mais magra e mais rica.
Concordo, sabia?

O Réprobo disse...

Querida Ana,
eu, nestas coisas defendo inteira liberdade de escolha. Nem a ditadura de um cartel que só aceite esqueletos, nem a correcção política de pensamento que os bana. Devo, aliás, dizer que, tirando uma ou outra enfezada mais notória, como a Moss, não vejo nenhuma exibição de pouca saúde, nem medidas que façam ... mossa às moças.
Beijinho

O Réprobo disse...

Querida Bea,
Ah, a grande Drothy! A comparação é genial, porque são duas esperanças inesgotáveis assentes em recursos que estão longe de o ser - a bolsa e a gordura.
Beijinho