domingo, 15 de junho de 2008

Cada Um Usa as Armas Que Tem

Quem só deixa ganhar o referendo que lhe seja favorável, mandando repetir os outros, poderá censurar o facínora que diz recorrer às armas caso perca, salvo pela violência empregada? E não se torna suspeito de enveredar pelo mesmo caminho, caso detivesse uma chefia militar no bolso, como Mugabe?
Mas se é assim, para quê organizar sufrágios, caríssimos como são? Há por cá ainda bastantes necessidades a prover, para que o dinheirinho seria precioso. E apesar de tudo, as ferraduras que nos procuram calçar não são tão dispendiosas como os sapatinhos da Primeira Dama do Zimbabwe...
Coforme demonstra o anúncio que segue, a coisa, antes de estar preta, está... castanha, graças a outra graça, a do PM Britânico mais as respectivas pressões.

O resultado do referendo Irlandês foi:

Um incidente (Presidente da França).

Uma dificuldade (Presidente Cavaco)

Um paradoxo jurídico (reporter da TVI)

Uma vontade validamente expressa de acordo com as regras do jogo, sem que isso implique concordância com elas (este Vosso criado).



Deixem, não respondam, ou ainda passo eu por democrata. Não vale a pena insultarem-me assim, promovendo os habituais auto-proclamados da condição.

14 comentários:

fugidia disse...

hehehe
ó, e eu queria tanto responder-lhe... xiii, e não é que estou a fazê-lo? Perdoe-me, caro Rep.... Réprobo, é isso :-)))
(gargalhadas)

Luísa disse...

Pois eu não estou a responder-lhe, caro Réprobo. Estou só a pôr-me ao seu lado. :-)

Cristina Ribeiro disse...

Será que estas coisas lembram, sequer, ao diabo?

Bem achado, o anúncio.

Beijo

O Réprobo disse...

Uuuuum, Querida Fugi, essa ausência de acento no meu nome abreviado fá-La pisar terreno perigosíssimo!
Beijinho

O Réprobo disse...

Não é, Querida Luísa?
É que assim, para um fim immpossível de contrariar, multiplicam-se as consultas e os gastos, até que os rebeldes eleitores cedam. Se não é uma sapatada, como na África Austral, é uma bofetada, com tanta gente em dificuldades.
Beijinho

O Réprobo disse...

Estou muito curioso, Cristina, para ver a atitude dos backbenchers do Labour para com o seu impopular chefe, a propósito da ratificação.
Achei interessante a paráfrase, pese a situação actual ser o contrário do Heroísmo.
Beijo

tsantos disse...

Eh, eh, eh! "G'andas" Irlandeses!

Ab

fugidia disse...

Eu sei, rep.... hã.... Rép.
(risos)

O Réprobo disse...

O P-M deles veio enriquecer a paleta classificativa do resultado com um "dilema", Meu Caro TSantos
Abraço

O Réprobo disse...

Hã-hã, Menina Fugidia! Melhor chamar-me mon., esclarecendo de seguida que se não refere a monos...
Bjinho

fugidia disse...

mon.???? mas assim parece mesmo mono, Rep., digo Rép...
:-p

Pronto, pronto, não me enganarei mais..., Répzinho :-)))

O Réprobo disse...

Óptimo, há uma ACENTUADA diferença.
Beijinho

Júlia Moura Lopes disse...

gostei e ri com gosto.

:-)

O Réprobo disse...

Querida Júlia, cada sorriso Seu é a felicidade para mim.
Beijinho grato