quinta-feira, 5 de junho de 2008

Filhos de Peixe

Muita Gente estimável se lamenta da inflação de "notícias" da Selecção, sobrecarregando os noticiários. Mas não é coisa que não esteja inscrita numa certa herança comportamental. Nos Anos Vinte, quando surgiram os primeiros relatos radiodifundidos de jogos de futebol, as multidões acorriam ao Rossio ( na imagem), ou à Rotunda, para escutá-los, pois a emissão era particular e apenas difundida por alti-falantes, naqueles pontos da cidade. Como se vê, o entusiasmo continua. Só que onde os Antepassados seguiam o facto estritamente desportivo, o jogo, hoje os sucessores deliciam-se com qualquer espirro, repasto ou passeio dos atletas, uma semana antes dele. Não é seguro que os filhos daqueles Peixes saibam nadar. Mas que se movem no Nada, não tem dúvida...

2 comentários:

Rosarinho disse...

Isto é espantoso!

O Réprobo disse...

Querida Rosarinho,
era a grande novidade! Hoje, com não sei quantas televisões em cada casa, a juventude não vai para o Parque das Nações abancar frente aos ecrãs gigantes? Pois estes, que nem tinham alternativa nos lares, mais motivação encontrariam para ouvir as proezas desportivas nos únicos locais facultados.
Mas adoro esta foto, também pela leitaria que surge ao lado do Nicola.
Beijinho