quarta-feira, 28 de maio de 2008

Há Sempre Lá Um Reporter - 1

Será que a insurreição já começou?
Hoje à tarde, num muro contíguo à estação ferroviária de Cascais...
Afiança-se que apenas se tirou a fotografia, o papel estava mesmo lá colado!
Foto reprobábel

16 comentários:

Carlos Portugal disse...

Caríssimo: Falta mencionar o boicote a Repsol, que ainda hoje, à meia-noite, vai aumentar em 7 cêntimos a gasolina e o gasóleo, para provocar uma escalada ainda maior.

Abraço.

Nuno Castelo-Branco disse...

Eu faço o que posso e o que devo. No entanto, vejo carros a mais nas ruas. Deviam parar e ao fim de uma semana a conversa seria outra. Das companhias e do governo.

ana v. disse...

É verdade, há carros a mais nas ruas mesmo sem dinheiro para pô-los a andar. O verdadeiro boicote seria usá-los só no que fosse essencial, pelo menos durante umas semanas.

Luísa disse...

Meu caro Réprobo, apesar de só usar o carro uma vez por semana – para carregar uns quilos de guitarra – começo amanhã mesmo a seguir esse conselho. :-)

Cristina Ribeiro disse...

Querem vocês ver que a insurreiçÃO vai ser impulsionsda daqui, da blogos fera?
Beijo

O Réprobo disse...

Meu Caro Carlos Portugal,
quem sabe se, depois de eu ter passado, não adicionaram o post scriptum?
Abraço

O Réprobo disse...

Meu Caro Nuno,
é verdade, a proliferação do uso quotidiano de viaturas próprias não é consistente com o estado económico dp País e constitui um dos dados que espantam os observadores externos.
Creio-a já do domínio da viciação.
Abraço

O Réprobo disse...

Sem dívida, Querida Ana, que até no vazio impenetrável que é a cabeça do Ministro Pinho isso faria soar um sinal de alarme.
Beijinho

O Réprobo disse...

Ai a coluna, Querida Luísa, ai a coluna! Mas a bem da Nação...
Beijinho

O Réprobo disse...

Querida Cristina,
e eu que me propunha fazer reportagem, vejo-me assim transformado em conduta de agit-prop!!!
Mas isso dá-me ideia para postal explicativo.
Beijo

Carlos Portugal disse...

Caríssimo:

Todos temos de contribuir para o bem da Pátria. E se esse bem passa por sermos agitadores e contribuirmos para derrubar um desgoverno que está a destruir o nosso Portugal, so be it!

Quanto ao boicote, parece-me bem que ele já se está a verificar por moto proprio. Aqui em Cascais, as bombas da Galp, da BP e da Repsol, em virtude de praticarem preços mais especulativos que os demais, estão quase às moscas (só lá abastece quem tem cartões de frota ou outras obrigações semelhantes). Pelo contrário, nas da Esso e Total, geralmente com pouco movimento, formam-se agora filas às horas de ponta.

E é assim, a ganância é tanta que cega os gananciosos.

Mas vamos para a frente com o boicote, apesar deste se já estar - felizmente - a verificar, por força das circunstâncias e da estupidez dos «powers that be»...

Abraço.

O Réprobo disse...

Todas as pontas são boas para sacudir o marasmo, Meu Caro Carlos Portugal.
Avante!

tsantos disse...

Grande ideia, a de fazer sofrer à vez cada uma das petrolíferas...Já estou a imaginar a cara dos CEO's: "Ai, ai, para o próximo mês calha-nos a nós!" ;)

Pudesse eu dispensar o carro, e era o que faria...Infelizmente, a rede de transportes públicos na AM do Porto é muito deficiente, mesmo contando com o Metro...Valha-nos o teletrabalho, para poupar uns tostões...Mas conto aderir ao(s) boicote(s)!

Carlos Portugal disse...

Caríssimo:

Ainda por cima, o preço do barril de petróleo está em queda livre, embora os desinformadores de serviço digam o contrário. Bastará ver as secções de economia de alguns «mainstream media» (geralmente à parte e não lidas pelo grande público que se quer acéfalo.

Assim, veja o link do PDiário de hoje:

http://diario.iol.pt/economia/petroleo-crude-europa-brent/957239-4058.html

onde está o seguinte título:

29-05-2008 - 17:18h
Petróleo acentua queda em dia de divulgação de reservas
Brent vale 127 dólares

E depois, no texto:

«Em Londres, o Brent do mar do Norte, que serve de referência ao mercado europeu, está a cair 3,17 dólares para 127,76 por barril.

Igual situação está a ser registada nos EUA onde o crude segue a desvalorizar 1,36 dólares para 129,67 por barril.»

E depois esta gentalha ainda tem o descaramento de afirmar que os aumentos são devidos «à subida do preço do petróleo»!

«Senhor, é mister passá-los à espada», diria logo um conselheiro de El-Rei D. João II.

Mas nesta apagada e vil tristeza em que nos atolamos, onde está o Rei?

Que Deus nos valha nesta hora de trevas.

O Réprobo disse...

Meu Caro TSantos,
pelo que o Carlos Portugal Te respondeu, podemos facilmente parafrasear o velho brocardo, sob a forma "esmifrá-las para não ser esmifrado".
Abraço

tsantos disse...

«Senhor, é mister passá-los à espada»

Ah,ah,ah! Esta é óptima!

Mas, como lembra muito bem o Caríssimo Amigo, "nesta apagada e vil tristeza em que nos atolamos, onde está o Rei?"