sexta-feira, 16 de maio de 2008

Raridades

Um Caso Raro de Cultura e Dedicação Monárquicas que dá pelo nome de Cristina Ribeiro apresenta-nos, directamente da biblioteca familiar, que é uma das melhores de Portugal, um raro caso de Cultura e Dedicação ao País em que casou: o da tão Maltratada Rainha D. Amélia, na vertente plástica do Seu talento artístico, em exemplares de série especialíssima. Só dou um link, por preguiça, mas serve o presente para instar-Vos a ver os vários postais que a Nossa Generosa Amiga concebeu a tão tocante propósito.
Vá, despachai-Vos!

12 comentários:

filomeno2006 disse...

Dona Amelia, a pesar de ser francesa (creo) amaba y entendía a Lusitania Felix..........

cristina ribeiro disse...

Bem, Paulo, não tome como um lugar comum o dizer: não há palavras!
Beijo

O Réprobo disse...

Meu Caro Filomeno,
com Exemplar dedicação! Mas os malvados politiqueiros desta terra pagaram-lhe na pior das moedas, descendo ao mais soez dos níveis. Se eu alguma vez tivesse tido a mais leve tentação de ser republicano, só o nojo que inspira a qualquer espírito minimamente honrado a acção miseravelmente propagandística desses ordinarões - e o temor de ser com eles confundido - tornar-me-iam no contrário deles.
Abraço

O Réprobo disse...

Querida Cristina,
claro que não! Há os factos, sim, os postais e os livros da Cristina, que nos deslumbram!
Beijo

ana v. disse...

Já mais calma, à medida que vou descendo nos posts...
Um amigo meu tem várias pinturas e desenhos da Rainha D. Amélia, em miniatura, que são de uma perfeição impressionante sobretudo tendo em conta o tamanho. Tinha talento, de facto, e não só para o desenho. Foi uma Mulher notável. Mais do que apenas "competente", não acha, caro Réprobo?
;)

O Réprobo disse...

Por acaso não. Há Mulheres geniais,também na pintura. Mas a Rainha, embora talentosa era... Competente. O que não impede que fosse uma Grande Figura, de repente parece que a competência ganhou má imprensa, Querida Ana!
Beijinho

ana v. disse...

Mas eu não falava de pintura, meu amigo... falava das múltiplas qualidades da Rainha.
Quanto ao resto, a culpa é sua: a competência, comparada com a genialidade, parece muito pouco!

cristina ribeiro disse...

Fala o Bibliógrafo que tem sempre palavras, e boas.
Beijo

O Réprobo disse...

Querida Ana,
lá está, também nessa admirável vertente Lhe encontro (Nela) Competência. Génio não!
Pouco?!
Vai pagar essa apreciação, Amica Mia.
Beijinho

O Réprobo disse...

Ai, Cristina,
dó com inspiração por Vós transmitida. Tanta vez me sinto sem saber o que dizer...
Beijo

Nuno Castelo-Branco disse...

Já reparam que aqueles que os "reps" expulsaram, eram gente infinitamente superior aos Costas, bernardinos, Camachos ou Almeidas? Pintavam, eram bibliófilos, cientistas e instrumentistas? vamos lá fazer uma lista de presidentes que os igualassem minimamente nestas habilidades: comecem vocês, porque não me recordo de um único.

O Réprobo disse...

Meu Caro Nuno,
talvez só o Teixeira-Gomes na escrita e o Dr. Sampaio a arranhar o piano. Mas sim, são dois andorinhões que não fazem Promavera que se veja. Como sabemos, aliás, as aspirações desta gente são mais modestas, passam por aprender línguas, em vista a menor dose de ridículo.
Abraço