segunda-feira, 31 de março de 2008

Caixinhas Chinesas da Rejeição

O estado a Que a Rodésia chegouNão acredito em eleições de partidos, porque as considero ilegítimo processo de preenchimento do Poder, cá como nos Antípodas. Nos casos em que os concorrentes não tenham quotas no regime, que é o que acontece nos Países da ex-URSS e no antigo Terceiro Mundo, não sou só eu a não acreditar: o perdedor também não acredita, porque qualquer dos lados, governo e oposição, só as reconhecem se as ganharem. Os do poder falsificam-nas quando se vêem perdendo, os da mó de baixo gritam sempre por fraude, quando não se sentem ganhando, nos resultados oficiais. De tanto gritarem, casos haverá que a história de Pedro e do Lobo será plenamente aplicável.
O que distingue a coisa impronunciável em que se tornou a Rodésia é que o inenarrável e folclórico Mugabe, que instaurou um racismo muito mais extremado do que o da Segregação anterior, com interdição de propriedade, espancamentos e violações desconhecidos na todavia não-aconselhável opção do regme de Ian Smith, está na desfaçatez de proclamar aprioristicamente, com os chefes da polícia e do Exército a aquecerem-lhe as costas, que não haverá outro presidente que não ele. Logo no caso em que eu até estava disposto a reconhecer qualquer coisa de bom a esses actos abominávieis da eleitoralice... desde que o apeassem, claro, ehehehehehe.

18 comentários:

cristina ribeiro disse...

Porca miséria, é o que é. O Pedro Correia mostrou bem que a África- continente com tudo para dar certo- é uma coutada de facínoras, um pior do que o outro...
Beijo

fugidia disse...

Sabe, querido Réprobo, vivi uns tempos na África do Sul e um dia, logo nos primeiros dias, a minha mãe quis comprar uma camisa para o meu pai; o senhor da loja, contudo, disse que aquela, e todas as outras, já estavam vendidas... Depois do espanto, a minha mãe compreendeu finalmente que a loja não era para "brancos".
Era pequena mas percebi que ali havia um espaço próprio para cada "cor" e cada "cor" defendia o seu espaço.
Foi um tempo de aprendizagem sobre a natureza humana que muito me marcou, tantas são as histórias...
Beijinho.

fugidia disse...

P. S. Não se diz Rodésia, como bem sabe... :-p
:-)))

av disse...

Temo pelo futuro próximo daquele país, que Mugabe não aceitará uma derrota assim com essa facilidade.
É espantoso como se pode estar tão agarrado ao poder com a idade dele, não é?

E temo também pelo nosso embaixador, que acabou de ser nomeado para lá e é meu amigo...

filomeno2006 disse...

Os rodesianos serám traidos por os ingleses......(Dr. De Oliveira Salazar, dixit)

O Réprobo disse...

Querida Cristina,
não quero condenar, em bloco os Povos. Dito isto, no que respeita ao político de que se trata, isso e tudo o que possa pensar de pior serão sempre eufenismos.
Beijo

O Réprobo disse...

Querida Fugidia,
oponho-me a segregações raciais, nesse, como no outro sentido. Mas em se tratando de fomentar uma escalada de roubo, abuso sexual, agressão e até morte, segundo o critério da cor da pele, penso que o nível de contestação também deverá beneficiar de upgrading.
Beijinho

O Réprobo disse...

Resposta ao PS:
não estando vinculado a códigos de obediência política, estou livre dessa escravatura de falar como mandam os tristes maitres à penser que nos calharam em sorte...

O Réprobo disse...

Um Amigo da Ana é como se fosse meu. Os melhores pensamentos de que spu capaz acompanhá-Lo-ão. Quanto ao Futuro, é duvidoso que haja algum, enquanto a clique mubateana dominar. Como noutros países da zona, mas esta é ainda mais voraz e brutal.
Beijinho

O Réprobo disse...

Meu Caro Filomeno,
também não gostei da independência branca que Smith declarou, apesar de nos proporcionar um aliado. Sinto que deu péssimo exemplo a muitos que queriam fazer o mesmo em Angola e Moçambique.
A Londres há que reprovar um enorme erro de cáculo - terem pensado possível fazer da Rodésia do Sul um novo Quénia. Esqueceram-se foi de aplicar aos sicários de Mugabe as lavagens ao cérebro com que domesticaram os MaoMao´s. E mesmo estas, agora que o efeito passou, viu-se como eram sol de pouca dura...
Abraço

av disse...

Obrigada, Paulo. Acho que ele bem vai precisar de todos os nossos bons pensamentos...
Um beijinho

tsantos disse...

Pobre Rodésia...perdão, Zimbabwe, governado por um louco e pela sua clique! Mas, como "Júpiter enloquece os que quer perder", talvez seja desta que o Mugabe desapareça de vez, de uma forma ou de outra...

Ab

O Réprobo disse...

Renhamos fé, Querida Ana. Até agora o Corpo Diplomático não tem sido atacado. Esperemos que, antes, o facínora se reforme.
Beijinho

O Réprobo disse...

Meu Caro TSantos,
Deus Te ouça. Estás mesmo empenhadote em ver-me dizer bem dumas eleições, heim? Olha que isso é uma espécie de preversidade, outrossim...
Abraço

tsantos disse...

"Estás mesmo empenhadote em ver-me dizer bem dumas eleições, heim?"

Eeeeeeeu?! Não, claro que não! :)

Contudo, se estas eleições forem a única maneira de afugentar de vez aquele miserável ditadorzeco, venham elas...

Ab

O Réprobo disse...

A única, a única...
Consigo pennsar em mais meia-dúzia, mas está(s) certo, o que interessa é dar-lhe chá de sumiço da cena internacional.
Abraço, Caro TSantos

tsantos disse...

Bem, a única antes dessa outra meia-dúzia, claro...:)

Ab

O Réprobo disse...

Ehehehehehe!
Abraço