domingo, 16 de março de 2008

Desinteresse & Coerência

Desinteresse: o meu, porque sempre me fez impressão ver piercings na língua, embora jamais - em lídimo, que não línomo sentido - me passasse pela cabeça proibí-los. Mas sou beneficiado por esta medida socrática, na razão em que fico livre da angustiante perspectiva de contactos metálicos que me afligem, abstractamente pensados. Coerência, a do Governo. Sim, não estou embriagado, afinal é mais uma medida com a consequência de impedir o enriquecimento da Língua; e proibir as gentes de rebitarem o meio da fala deve ser o conceito de liberdade de expressão mais dilatado que os manda-chuvas actuais conhecem...

4 comentários:

av disse...

Tem toda a razão, meu amigo!!!
Impedir o enriquecimento da língua?
ahahaha... essa foi óptima.
um beijinho

paula botto disse...

Espero que esse senhor Sampaio não desça por aí a baixo e acabe proibindo o uso do salto alto, por exemplo. dizem que faz tão mal à espinha. dorsal.

O Réprobo disse...

Querida Ana,
é o jogo dos eufenismos, mas a referência à realidade triste está bem patente, creio.
Beijinho

O Réprobo disse...

Querida Paula,
em homenagem a tão comovente voto e contra os proibicionismos de adornos e atavios actualmente a serem chocados, responderei no primeiro postal do dia.
Beijinho