segunda-feira, 14 de abril de 2008

Chaveiro de Imagens

Chaves de Vladimir KushFiquei atarantado quando soube que a Ministra Indonésia dos Direitos da Mulher, insurgindo-se contra a versão actualizada dos cintos de castidade a introduzir nas casas de massagens, contrapunha, como panaceia, o incremento de circuitos televisivos fechados. É evidente que o remédio alternativo iria transformar os estabelecimentos em imensos espectáculos de sexo ao vivo. Será decerto essa a preocupação da governante: pela própria natureza das coisas, um espectáculo presenciado por muitos atrai mais turistas do que serviços prestados individualmente, mais de perto. E em tempos de pavores face às doenças sexualmente transmitidas, encontra-se muito mais conforme ao gosto da Época. Está salva a atracção regional!

4 comentários:

Rudolfo Moreira disse...

S. É um Big Brother menos tagarela.

fugidia disse...

Aqui só dá vontade de dizer, "pior a emenda que o soneto", caramba!

(Boa tarde, caro Réprobo! Vou fazer a "ronda": já vi que já cá estão três: falta o quarto post...)
:-)

O Réprobo disse...

Meu Caro Rudolfo Moreira,
mas com a ajuda da lei, muito economizador nos cachets. Nada como uma boa regra profissional!
Abraço

O Réprobo disse...

Querida Fugidia,
então, há dois momentos diários de postagem, o da manhã e o da tarde/noite.

Realmente... a ministra passou-se, é caso para dizer. Além de que não percebo em que é que um aparelhómetro bisbilhoteiro exprime menos desconfiança para com as Massagistas do que o cadeadozito...
Claro que a minha solução era não mexer, quero dizer, deixar como está. Ai esta língua traiçoeira!
Beijinho