quarta-feira, 23 de abril de 2008

Letra da Lei

Ora bem, a Fugidia mostrou-nos a Sua letra. Lá andei a escarafunchar em locais da casa a que pouco vou e achei este guia do carácter que nos diz:
1-Escrita inclinada para a direita (de quem lê) - sensibilidade.
2-Linhas direitas sem rigidez - franqueza, rectidão.
3- Maiúsculas tipográficas - inteligência poética na escrita comum.
4- Margens estreias - economia.
5- Letras médias - dignidade.
Reconhece-Se, Querida Amiga?

15 comentários:

Rosarinho disse...

Sim, senhor! é a Fugidia.
Parabéns, amigo R.
Sobretudo a "franqueza, rectidão" são imagens de marca. Para o bem e para o mal, quanto à franqueza.

fugidia disse...

Meu querido Réprobo,
creio que tenho de lhe pedir o lençol emprestado (o da baba...)
:-)

Não me apetece nada, mas a modéstia obriga-me (humpf para a modéstia...) a perguntar: e os defeitosinhos? Onde estão? ;-)

Um beijo enorme.
E um repto: não quer mostrar a sua? Para a devida análise?
Mais um beijo :-)

fugidia disse...

Tens razão, querida Rosarinho, para o bem e para o mal...
E tu já me conheces há um quarto de século (as amizades de adolescência dão nisto...)!
:-)

O Réprobo disse...

Querida Rosarinho,
ainda bem qua o Seu juízo cauciona o do Sr. Monteiro. Bem dizia ele que tinha consultado os melhores grafólogos estrangeiros...
A Nossa Amiga é, então, uma Fonte de Virtudes.
Beijinho

O Réprobo disse...

Querida Fugidia,
também lá estão arrolados, mas com associação a alternativas aos elementos da Sua escrita.

A minha? Que horror, é coisa primária, infantil e grotesca! O desenho sempre foi o meu ponto fraco.
Olhe, um pouco piorada, voluntariamente, para brincar com o P-M, aqui está.
Beijinho

fugidia disse...

Querido Réprobo,
o cartão está delicioso :-D

Mas para análise da sua letrinha, preciso de um pouco mais, sff.
Vá, seja simpático :-p

Muitas gracias, de novo, por este "presente" :-)

av disse...

Confesso que tenho um bocadinho de medo de submeter a minha escrita à douta avaliação do nosso amigo Réprobo... é que a minha letra é bastante ilegível, segundo dizem. Mas talvez arrisque. O que acham?
Beijinhos

fugidia disse...

Sim; eu voto SIM!
:-)

O Réprobo disse...

Ora essa, Querida Fugidia! Pois se foi a Menina que deu tudo!...

Agora, onde raio descobrirei eu um manuscrito que Lhe sirva? Vivendo há mais de uma década do processador de texto... O que escrevi à mão enderecei a Outros.
Complicado, complicado...
Beijinho

O Réprobo disse...

Querida Ana,
acho muitíssimo bem que nos permita conhecer a Sua Escrita também no sentido mais tangível da expressão. Mas não pense em avaliações minhas, sou um mero assistente do douto Abílio do livrinho.
Beijinho

Anónimo disse...

pavio curto..........................................................................................................................................

av disse...

Não tenho nenhum manuscrito meu digitalizado (a expressão não deixa de ter a sua graça, de tão contraditória) nem o scanner a funcionar, mas prometo fazê-lo assim que puder. E submeter-me ao juízo (final?) do douto "Abílio do livrinho". O que for, soará...

O Réprobo disse...

Pois estamos na mesma, Querida Ana.
A diferença é que, no Seu caso, estamos todos suspensos do palimpsesto a descobrir. Pronto, cá vou despejado para o index do Pedro Correia.
Beijinho

av disse...

Credo, Paulo! O "palimpsesto" vai lá parar com toda a justiça, e com certeza que terá lugar de destaque...
Bjs

O Réprobo disse...

Bem! ficamos então à espera! O Abílio, se puder ver, já estará a esfregar as mãos.
Beijinho, Querida Ana