segunda-feira, 28 de abril de 2008

A Hospedagem de Roma

Mesquita, Feriado Árabe de RenoirO Enorme Charles Maurras pronunciou-se certa vez, com uma clarividència que hoje se reconhece, contra o entusiasmo pela edificação de uma Mesquita em Paris, antevendo os problemas que o fortalecimento reconhecido da Comunidade Islâmica poderia acarretar. Não sou tão radical, acho que não há inconveniente de maior em proporcionar aos Muçulmanos um local em que possam desenvolver o seu culto com dignidade.
Mas isso não significa que não se vigie. E é impossível dar razão ao responsável do movimento Tabligh Jamaat, desgostado da atenção que despertou das Autoridades e da Imprensa o encontro internacional promovido por eles, neste fim-de-semana. Quem não deve não teme.
O problema potencial não está em o grupo ser Islâmico, mas em se confessar proselitista num local de Fé maioritariamente diferente. Não se exige que em Roma eles sejam Romanos, mas há que acautelar, não se dêem todos ou alguns a abusos da benevolência dos anfitriões, os romanos que nós, para o caso, somos. Nenhuma repressão, muita precaução!

8 comentários:

filomeno2006 disse...

¿ Y el Principio de Reciprocidad ? ¿Se puede levantar una Iglesia Católica en Arabia Saudita o en Marruecos?

cristina ribeiro disse...

Uma questão deveras pertinente, a de Don Filomeno.
Quando se é adepto da liberdade religiosa, e eu sou-o, deve-se sê-lo não apenas com sentido único.
Relativamente ao postado, o seguro morreu de velho, não é?
Beijo

O Réprobo disse...

Tens aí um grande ponto, sem dúvida, Meu Caro Filomeno! Unicamente prejudicado por não haver muçulmanos aprnas nos países que interditam as construções de igrejas, os quais seriam injustamente prejudicados, numa de "se não foram vocês, foram os vossos irmãos de fé".
Abraço

O Réprobo disse...

Querida Cristina,
É, ai se é! E para não abreviar a derradeira viagem, melhor é acompanhar as movimentações desses gtupos, sugerindo-lhes que vejam isso como uma prova de interesse.
Beijo

av disse...

É verdade, há que ter cuidado e vigiar as movimentações desses grupos. Podem até estar a pagar injustamente a factura dos terroristas, mas também todos nós (ocidentais) estamos a pagar a irresponsabilidade de um louco chamado Bush. Infelizmente, é assim que se vive hoje em dia.
Bjs

O Réprobo disse...

Querida Ana,
não ponho as mãos no fogo pela sanidade de todas as opções do Presidente Bush, mas o 11 de Setembro foi algo anterior, se não me engano.
Beijinho

filomeno2006 disse...

Y el intento de envenenar las conducciones de agua de la Embajada USA en Roma por comando extremista marroquino creo que se remonta al mes de abril de 2.000..........

O Réprobo disse...

Sem dúvida, Meu Caro Filomeno, não falando já n primeiro atentado contra o WTC...
Abraço