quarta-feira, 2 de abril de 2008

Criatividade na Alegria

O Remédio de MagritteA Ana Vidal quer afastar as nuvens que pairam sobre nós, através do verde que detecta nas árvores, entre outras voltas tão complicadas como sedutoras. Pergunto eu, por que razão não bebemos antes dessas formações ameaçadoras e gasosas, aprisionando-as, enquanto lhes fazemos tomar o lugar pelas verduras que nos encantam?
Corações ao Alto!
PS: Assim, até a nossa Nefelibata Cristina Ribeiro poderia brincar de camuflar-Se...

8 comentários:

av disse...

Fantástico remédio, Paulo! E fantástico Magritte, sempre delirante de imaginação e com o recado certo. Que bom seria podermos beber céus azuis, só com umas nuvenzinhas de algodão a temperar...
Beijos

O Réprobo disse...

Eu sabia que é Magritte...Ana, pelo que só o facto de remeter para o Céu me tranquilizou, quanto a este não ser um golpe baixo...
Como diriam os Nossos Amigos Brasileiros, "essas nuvens não estão com nada".
Decerto reparou, hoje o pessimismo cá do rapaz tirou uma folga, ou, talvez, apenas uma soneca.
A dobrar

av disse...

Eu bem tenho achado que "o rapaz" está cada vez menos pessimista... e ainda bem! Mais do que uma folga, dê-lhe uma licença sem vencimento! Por mim, despedi o meu, com justa causa, há uns bons anos. De vez em quando volta a reclamar o lugar, mas não o deixo voltar ao serviço.
Beijinho

Once In a While disse...

se de um trago bebível alcançar a paz e a serenidade que ainda hoje (confesso) me invadem quando tento ver figuras no algodão leve que percorre o céu .. eu alinho .. ! (risos)

O Réprobo disse...

Pois, ou talvez a reforma antecipada, assim ele a pedisse. Já tem tempo de serviço para tanto...
O resto já se sabe: a companhia da Ana dá cabo de qualquer pessimismo.
E o troco osculatório

O Réprobo disse...

Querida Once, é de facto uma visão apaziguadora... a simples descrição bastou para me fazer sorrir.
Bora combinar um chá de nuvens?
Beijinhos

cristina ribeiro disse...

Beber umas nuvenzinhas, Paulo? Era ouro sobre a cor que prefere...
E faríamos este mundo mais "wonderful" com "green clouds", pois que , dizem os entendidos, essa é a cor da calmaria.
Beijo

O Réprobo disse...

Querida Cristina,
ora aí está a condensação exemplar, o que, em matéria de nuvens é, como se sabe, meio caminho andado para a toma.
E o que nos rodeia é ambiente revolto que revolta.
Beijo. Se não fosse com água, fazia um brinde