domingo, 6 de abril de 2008

Diálogo ao Espelho

Dia do Nascimento e da Morte de Rafael, coincidência tida por alguns como sinal seguro dos destinos excepcionais. Altura para relembrar a sua representação da Prudência, a mais discutida Virtude Cardeal, por alguém que ambicionava o chapéu vermelho do Cargo do mesmo nome. Não estranho que haja escolhido esta. A Justiça seria mais espartilhante, a Fortaleza menos subtil e a Temperança pouco sedutora para quem morreu no 37º aniversário, de excesso sexual, numa Sexta-Feira Santa, em voltas paroxísticas com a famosa e formosa Padeira.
Muito Boa Gente discutiu se ser Prudente é participar duma Virtude. Jesus tinha mandado não pensar no dia de amanhã, exortando os discípulos a desfazerem-se de bens e laços familiares para O seguirem. No entanto, S. Tomás e os seus seguidores contemporâneos redescobriram a significação da enjeitada Qualidade, como factor correctivo da Justiça, segundo Aquino, das outras Três, em escritos como os de Pieper. Tudo nasceria de possibilitar a Equidade, quer dizer, o equilíbrio entre abstracção e circunstância.
Ora, o que me salta à vista é o Génio Renascentista ter imaginado a figuração desta Força Moderadora mirando-se num espelho. Que me faz concluir: via como sua principal prerrogativa o conhecimento de si por Ela infundido, no sentido de percepção dos limites próprios, tal como aconselhado pelo Oráculo de Delfos, verdadeiro pressuposto de amestramento da Hubris.
Haverá caso mais concreto do que a personalidade de cada indivíduo?

7 comentários:

filomeno2006 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
filomeno2006 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cristina ribeiro disse...

Que justo é lembrar aquele pintor eleito pelo destino como um dos maiores, ao lado de Miguel Ângelo...
Para mim destaco, entre tantas outras preciosidades, que vi quer no Museu do Vaticano, quer na Galeria Borghese, a graciosidade d"As Três Graças" e os "Putti" que só vi em reproduções.
Beijo

O Réprobo disse...

Meu Caro Filomeno,
é um dos três Anjos referidos na Búblia, pelo que o nome é património Judaico-Cristão, para além das avocações teleguiadas. Em Italiano lembra-me sempre o masculino da Carrá...
Abraço

O Réprobo disse...

Querida Cristina, as graças são excelentes, como a «Escola de Atenas», S. Jorge e o Dragão», tantos outros.
Os Putti reaparecem aqui, como Acrores Secundários, categoria que também merece Oscar, já se sabe.
Beijo

filomeno2006 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Réprobo disse...

Com esse nome e os grandes músicos que o Teu País teve nesse instrumento...
Abraço